sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Arroz de Camarão com Chouriço e Ervilhas na Cataplana



Arroz de Camarão é daquelas receitas que simplesmente todos adoram e ainda querem repetir!

E se outro dia experimentei a cozinhar com uma Patusca bastante antiga, desta vez fui buscar a minha amicíssima Cataplana, para simplesmente fazer brilhar a receita na mesa e sem muito esforço!

Acrescente-se que, desta vez, foi utilizado mais um produto endógeno que fazia parte do tal Cabaz cedido pela Câmara Municipal de Vila de Rei, o chouriço picante (*) aquando do lançamento da Revista Digital já sua conhecida, a Revista Trimestral “P´ra Mesa” Número 14!


História da Cataplana

“A Cataplana é um peculiar e singular utensílio culinário português, cujas origens ainda pouco se sabe, uma vez que não existem registos históricos oficiais do seu aparecimento e criação. Para encontrarmos as raízes da Cataplana, somos quase que obrigados a investigar neste caso a influência árabe do Norte de África, que durante mais de 500 anos (séc. VIII a séc. XIII) marcaram imenso os destinos da região Algarvia, encontrando-se ainda bem patentes no seu artesanato.

No Norte de Africa, encontramos um utensílio também muito antigo, cujo processo de cozedura se assemelha imenso ao utilizado na Cataplana. Trata-se pois da célebre “Tajine” marroquina, que embora tradicionalmente feita em barro, utiliza na confecção dos alimentos o mesmo tipo de cozedura hermética a vapor que se veio a usar posteriormente também na Cataplana, além de os pratos nela confeccionados serem cozinhados lentamente e a temperaturas baixas tal como na Cataplana.

A Cataplana tal como a conhecemos hoje, começou a ser produzida há muitas décadas na região Algarvia por antigos caldeireiros, mestres na arte de trabalhar o cobre, pelo qual esta região foi outrora muito conhecida.

A Cataplana trata-se basicamente de duas meias panelas côncavas, unidas por uma dobradiça e com dois fechos laterais, possibilitando assim uma cozedura hermética das iguarias, tornando-se no fundo, percursora da actual panela de pressão e fazendo desta de facto uma verdadeira panela de pressão primitiva.

Inicialmente produzidas em Zinco, começaram logo a ser produzidas em cobre (tal e qual as nossas actualmente), pelos artesãos caldeireiros mestres na arte de moldar o cobre segundo a velha tradição. O uso do cobre permitiu deste modo uma excelente condutividade do calor por toda a Cataplana, além de também dar um sabor especial único e incomparável às iguarias nela confeccionadas, propriedades naturais deste nobre metal, cujo uso já remonta a milhares de anos, tendo sido utilizado por antigas civilizações como os Sumérios, Egípcios, Babilónicos, Fenícios, Romanos e Árabes.

Inicialmente e durante ainda bastante tempo, a sua manufactura era toda feita à mão, de forma artesanal pelos antigos mestres artesãos, começando hoje já a ser produzida industrialmente. 

O processo de cozedura utilizado na Cataplana impede a perda dos aromas dos alimentos, garantindo um pleno e excelente sabor. Além disso, a cozedura na Cataplana é mais saudável, pois permite reduzir calorias e gordura na confecção das suas receitas. 

Trata-se portanto de um utensílio magnífico, verdadeiro símbolo do património gastronómico português.”

(fonte: https://www.cataplana.com/)

RECEITA NA CATEGORIA DE PEIXE:

Arroz de Camarão com Chouriço e Ervilhas na Cataplana

Ingredientes:

  • 200 g de camarões congelados de tamanho médio
  • metade de 1 chouriço Picante (*)
  • 200 g de ervilhas cozidas
  • 1 pimento vermelho
  • 1 cebola roxa
  • 1 cubo de caldo de marisco
  • 1 medida de arroz agulha
  • sal e coentros q. b.

Confeção:

1. Colocar uma panela ao lume a aquecer com água e o cubo do caldo de marisco, para depois colocar os camarões a cozer e reservar.

2. Arranjar o pimento vermelho, retirando-lhe a parte branca e cortando-o às tiras e reservar.

3. Cortar o chouriço picante às rodelas e reservar.

4. Descascar e picar a cebola roxa  e reservar.


5. Colocar a cataplana ao lume e deixar aquecer.

6. Juntar o azeite e refogar a cebola com o pimento, até este ficar macio.

7. Juntar as rodelas do chouriço e deixá-lo libertar os sabores.

8. Adicionar o arroz agulha e deixar fritar levemente até ficar translúcido.


9. Ir vertendo a água de cozedura dos camarões e temperar com sal.

10. Colocar as ervilhas, os camarões descascados e deixe cozinhar tudo, fechando a cataplana.

11. Na altura de servir espalhar os coentros entretanto picados por cima.


(fonte: www.cocacola.pt/)

Sem comentários:

Enviar um comentário