quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

El Bulo Social Club by Chakall: Menu Fim de Ano

E agora que o Dia de Natal já passou, comece já a pensar onde marcar o seu menu especial para a passagem de ano na melhor companhia!
Despeça-se, portanto, do ano velho de 2018, ao mesmo tempo que recebe, de braços abertos, o ano novo de 2019!

«No El Bulo Social Club by Chakall está tudo preparado para receber 2019! Depois de 12 meses de muito trabalho, mudanças na equipa, remodelação do espaço, carta renovada e novos projetos, Chakall quer encerrar 2018 em grande. Para isso, e à semelhança de anos anteriores, preparou um menu especial para a noite de 31 de dezembro.»

«A festa começa com um welcome drink – Margarita de Yuzu, e segue com duas entradas: Tártaro de Salmão Nikkei com guacamole e Vieira com ragoût de manga e chilly. Para pratos principais, o chef escolheu Lombo de Corvina com crosta de ervas aromáticas, em cama de duo de puré de beterraba e batata doce, no peixe; e Lombo de Vitela com molho de champanhe e polenta cremosa, como prato de carne. Para corta sabor entre os dois pratos um Lemon Champ. Para terminar a última refeição do ano, uma surpresa do chef para sobremesa. Não se sabe o que é (ou o chef não quer revelar) mas será garantidamente saborosa!

Já depois das 12 badaladas, das 12 passas, o El Bulo preparou uma ceia para continuar a festa até o sol nascer. Composta por Mini Hamburguer de Waguy, Mini Prego de Atum em Bolo do Caco, Mini Falafel de beterraba com molho de maionese e lima e uma Sopa da Pedra, rematada por uma degustação de gelados.

Quem se decidir a passar o ano no El Bulo Social Club, em Marvila, pode ainda contar com Música ao Vivo e outras surpresas preparadas pela equipa. O preço por pessoa varia entre os 100€ (sem bebidas) e os 150€ (com bebidas incluídas). Já quem apenas decidir sair de casa bem próximo da meia-noite, pode também juntar-se à festa a partir das 23h30, com direito a 4 senhas de bebidas no valor de 40€.»

Chakall pretende que seja uma festa de arromba: “independentemente de como correu o ano para cada um de nós, ele terá sido duro nalguns aspetos para todos mas também com muita coisa para celebrar. Não sei de outra forma que não terminar aqui, no meu bairro de eleição em Marvila, ao som de boa música e com um menu a pensar em todos os querem terminar e começar um ano novo cheios de boa disposição e energia! Nós estamos prontos para virar mais uma página do calendário, e vocês?”

SOBRE O O EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:

 «Inaugurado em fevereiro de 2016, o El Bulo Social Club é mais que apenas um restaurante. É um espaço despretensioso, simples, confortável e para todos. Com comida não gourmet, descomplicada e boa. É um espaço onde se pode ver futebol, comer petiscos ou assistir a concertos de música ao vivo. O chef Chakall é o responsável pelo projeto e pela carta. Renovado no verão de 2018, aumentou a sua capacidade para 400 lugares sentados, tem vários espaços distintos e é o local ideal para eventos corporativos, team buildings, além de funcionar como bar e restaurante.»
 
(Para mais informações: www.chakall.com) 
EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:
Praça David Leandro da Silva nº9 A 1950-064 Marvila I Lisboa
 
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
Terça a Quinta: 19h00 às 0h00 I Sextas: 19h00 às 2h00 I Sábados: 12h00 às 2h00 I Domingos: 12h00 às 17h00
Encerra aos domingos ao jantar e segundas
 
RESERVAS:
+351 917 892 265
elbulo@elbulo.pt
(fonte: Maria Comunica)

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Receitas felizes para o Natal e Ano Novo!

O Natal já está quase, quase a chegar, não é verdade? 
E tal como cada um de nós sonhava quando era criança: o Pai Natal já está a tratar de dar lustro ao seu trenó, para depois à meia noite de hoje descer as chaminés de todo o mundo com o seu saco carregado de presentes!

Mas obviamente que, quando crescemos, começamos a ter noção real de que o Natal não é e nunca poderá ser só sinónimo de «presentes» e mais «presentes»!
Não importa andarmos à pressa em busca de uma prenda especial ou encomendarmos pela Internet uma lista imensa de presentes para toda a família e arredores!
Por vezes, uma simples felicitação com origem no nosso coração é o que basta para fazer alguém sorrir!

E por que não prepararmos aquelas receitas deliciosas para a ceia de Natal ou o próprio Dia de Natal?
E se ainda existir a possibilidade de estarmos todos juntos em redor de uma lareira acesa, lembrando-nos de contar histórias de quando éramos pequeninos uns aos outros, tanto melhor!

A felicidade de ter a presença da família unida e feliz é que é o verdadeiro espírito de Natal, permitindo superar qualquer presente que possa estar debaixo da árvore, não concordam?
Que este Natal seja repleto de felicidades para todos vós, é o que eu mais desejo. Boas Festas, meus caros leitores deste blog!

RECEITA NA CATEGORIA DE PEIXE: Polvo assado no forno

Ingredientes:

  • 1 polvo congelado (*)
  • batatas vermelhas pequenas cortadas ao meio q.b.
  • 2 dl de azeite
  • 1 cebola grande inteira e 1 cebola grande cortada às rodelas
  • 1 ramo de salsa
  • 2 colheres de sopa de colorau (pimentão doce)
  • 4 dentes de alho esmagados
  • Sal e pimenta q.b.
Confeção:
  1. Levar uma panela com água ao lume até ferver, para depois mergulhar o polvo na água e tirá-lo imediatamente, 3 vezes seguidas, para o tornar mais tenro.
  2. Deixar cozer o polvo com o mínimo de água possível, em lume muito brando e com o tacho tapado, juntamente com 1 cebola inteira cerca de 35 a 40 minutos.
  3. Pré-aquecer o forno a 180º.
  4. Cortar o polvo em 2 partes e reservar uma das metades, bem como a água da cozedura, para a receita 2.
  5. Cubrir o fundo de uma assadeira com as rodelas da outra cebola e o ramo de salsa; colocar depois o polvo, as batatas e os alhos por cima; regar com o azeite e temperar a gosto com sal, pimenta e colorau.
  6. evar ao forno até o polvo ficar tenro e com a superfície levemente tostada e as batatas ficarem assadas, cerca de 1 hora.
RECEITA NA CATEGORIA DE PEIXE: Arroz de polvo malandrinho
Ingredientes:
  • 800 g de polvo congelado (*)
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 50 ml de azeite
  • 2 tomates maduros
  • 50 ml de vinho tinto
  • 175 g de arroz carolino
  • 750 ml de caldo de cozedura do polvo quente
  • Sal e pimenta q.b.
  • Coentros picados q.b. para polvilhar
Confeção:
  1. Cozer o polvo de acordo com os passos 1) e 2) da receita 1)
  2. Levar ao lume, num tacho, o azeite, o louro, a cebola e os alhos picados; deixar refogar até a cebola alourar.
  3. Juntar o tomate picado, o polvo cortado e o vinho tinto; temperar com sal e pimenta a gosto, deixando cozinhar mais alguns minutos.
  4. Adicionar o arroz e o caldo de cozedura do polvo; deixar cozinhar, mexendo de vez em quando, até o arroz estar cozido, retificando os tempero ou acrescentando mais caldo de necessário.
  5. Servir polvilhado com coentros picados.
RECEITA NA CATEGORIA DE SOBREMESA: Leite Creme à Portuguesa
Ingredientes: 
  • 5 dl de leite meio gordo
  • 1 colher de sopa bem cheia de farinha
  • 150 g de açúcar
  • 6 gemas
  • 1 casca de limão
  • açúcar para queimar q.b.
Confeção:
  1. Colocar, num tacho, 3 dl de leite e a casca de limão, para depois levar ao lume até ferver.
  2. Numa tigela, juntar a farinha e o açúcar, envolvendo tudo muito bem.
  3. Juntar as gemas e mexer devagar, para ir acrescentando o leite que restou, aos poucos.
  4. Quando o leite começar a ferver, incorporar este creme de ovos e mexer muito bem com uma colher de pau, deixe ferver mais alguns minutos para engrossar e depois retirar do lume.
  5. Extrair a casca do limão e deitar o creme numa travessa ou em pratinhos individuais, para deixar arrefecer antes de caramelizar.
  6. Na altura de servir, espalhe o açúcar branco sobre a superfície do creme e queimar com um ferro em brasa ou com um maçarico próprio.
RECEITA NA CATEGORIA DA SOBREMESA: Pavlova de Natal
Ingredientes:

Disco de Merengue
  • 6 claras de ovos 
  • 300 gramas de açúcar em pó
  • 18 gramas de amido de milho
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 2 colheres de sopa de extrato de baunilha
  • Sal q. b.
Recheio
  • 500 ml de natas para bater
  • 4 colheres de sopa de açúcar em pó 
  • 1 colher de sopa de canela em pó
  • Frutas vermelhas a gosto para decorar
Confeção: 

Disco de Merengue
  1. Bater as claras na batedeira em velocidade média-baixa até começar a espumar.
  2. Colocar 1/3 do açúcar e bater mais 3 minutos.
  3. Acrescentar mais 1/3 do açúcar e bater por mais 3 minutos.
  4. Acrescentar a última parte do açúcar e bater até o açúcar se dissolver por completo.
  5. Acrescentar o amido de milho, o sumo do limão, o extrato de baunilha e o sal.
  6. Bater até misturar tudo muito bem.
  7. Traçar um disco de 30 cm de diâmetro numa folha de papel-manteiga colocado por cima de uma forma.
  8. Com a ajuda de uma espátula, espalhar o merengue em torno do diâmetro traçado, mas só nas bordas, formando uma guirlanda; com a ajuda de uma espátula, cavar o centro do merengue, formando um corredor; as bordas devem ser mais altas para que se possa colocar o creme chantilly depois de pronto.
  9. Levar ao fornor cerca de 1h30 em forno pré-aquecido a 120˚C. Na metade do tempo, girar a forma dentro do forno.
  10. Desligar o forno, deixando a porta entreaberta e deixe o merengue pelo menos 6 horas lá dentro.
Recheio e Montagem
  1. Levar as natas ao lume até ferver com o açúcar e a canela; desligar o gás, transferindo tudo para um pote e cobrir com película antiaderente; guardar no frigorífico até arrefecer.
  2. Bater o creme até ficar em ponto de chantilly.
  3. Para a montagem, cortar a cavidade com muito cuidado, para depois colocar aí o creme, mas apenas na hora de servir!
  4. Decorar com as frutas vermelhas a gosto e servir de imediato.
(*) Encontra este produto à venda na loja Lota no Bairro, em Odivelas com 5% de desconto, 
bastando dizer que vai da parte do blogue Cozinha Com Rosto! 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Unboxings: Garmin + Xiaomi

De acordo com o site PROOF, “desde 2017 existem mais objetos na internet do que as 7 biliões de pessoas no mundo, e segundo a Gartner, estima-se que em 2020, 12 biliões de dispositivos estejam conectados à IoT, o que demonstra a importância de se refletir sobre esse processo“.

Na verdade, o que está a acontecer é que a chamada Internet das Coisas, ou Internet of Things (IoT), veio para ficar, porque agora quase tudo à nossa volta tem «inteligência» e está interligado, de modo que nós passamos a ter cada vez mais acesso aos dados, ou seja, à informação.

E quando os objetos passam a antecipar as nossas próprias necessidades, as tarefas rotineiras do dia-a-dia serão cada vez mais otimizadas, podendo assim melhorar o nosso próprio estilo de vida, o que ajuda a direcionar o nosso foco para algo mais produtivo e que realmente pode fazer a diferença entre a nossa profissão e a nossa relação com os outros, ou só simplesmente caminharmos mais depressa rumo à nossa própria realização pessoal, não vos parece?

Desta forma decidi trazer-vos aqui duas ótimas sugestões de dispositivos inteligentes, que na minha opinião também podem servir como presentes de Natal!

Sendo assim, e em primeiro lugar, apresento-vos, já de seguida, um relógio inteligente com GPS e medição do ritmo cardíaco com base no pulso, integrando diversas aplicações desportivas, sem a necessidade de se interligar a algum telemóvel.
Mas também existe o Garmin Connect, que é a única aplicação gratuita que reconhece o próprio Garmin Vívoactive HR, de forma a serem-lhe enviadas determinadas informações para ajudar a melhorar resultados anteriores. 

Por isso, a partir de 1 de janeiro de 2019, corra com mais motivação, desloque-se de bicicleta de uma forma mais segura, mergulhe sem medo de ultrapassar os seus recordes pessoais, etc… 
E dependendo da situação escolhida, e com recurso ao GPS, é-lhe oferecido um resumo pós-treino com diversas estatísticas, tais como a distância percorrida, as calorias gastas, o ritmo cardíaco atingido, o tempo gasto, a velocidade atingida, o mapa do percurso, etc...

Por outro lado, o Garmin Vívoactive HR é capaz de vibrar de uma forma discreta, para o alertar para todas as notificações que recebe no seu dispositivo móvel conectado, desde chamadas telefónicas a alertas de redes sociais ou apenas informações meteorológicas, por exemplo. 
Acrescente-se ainda que com este dispositivo inteligente é possível controlar a música no seu telemóvel, bem como localizar o próprio telemóvel, ou até mesmo controlar remotamente certas câmaras de ação, permitindo que outros acompanhem as suas atividades em tempo real!

Para mais informações, por favor clique em Garmin, de forma a comparar também com outro tipo de produtos dentro da mesma gama, consoante as suas preferências e orçamento disponível.

Em segundo lugar, temos em baixo, a Cafeteira Elétrica Xiaomi Mi, com capacidade para 1,5 L de água, potência de 1800 W e 12 h ao nível do controlo da temperatura, para além de se conseguir desligar automaticamente depois da água começar a ferver. 

E tratando-se de um dispositivo inteligente, a temperatura da água pode ser controlada remotamente através da aplicação Xiaomi smart home APP instalada no seu próprio telemóvel!

Também a sua camada interna é de aço inoxidável, logo fornecerá um maior isolamento térmico, para além da própria base giratória da potência de 360 graus permitir uma utilização mais eficaz e duradoura.

Para mais informações sobre características mais técnicas, bem como outros produtos da mesma marca e os seus preços correspondentes, por favor clique em Xiaomi Portugal.


domingo, 16 de dezembro de 2018

Onde vamos jantar hoje?

No seguimento do texto publicado ontem, venho desde já lançar-vos um outro convite para hoje a partir das 19h30, no mesmo espaço exatamente, ou seja, no El Bulo Social Club by Chakall, a ver com Porco Mangalitsa

«Este porco, de origem húngara, tem características muito distintas do porco comum. Muito lanzudos são apelidados pelos chefs de “wagyu dos porcos”. Com uma carne de grande qualidade, o Porco Mangalitsa tornou-se o parceiro ideal para a criação de um menu especial que estará disponível no El Bulo Social Club apenas no dia 16 de dezembro. Será um evento exclusivo “one-shot” para dar a conhecer esta raça tão peculiar e saborear as suas potencialidades no prato?

O “convidado de honra” de Chakall chega ao El Bulo Social Club pelas mãos de Lucas e Gerrie, um casal de belgas radicados em Portugal há cerca de 18 anos, e que se dedicaram à produção do porco mangalitsa na Quinta 1001 Patas (única no país), na zona de Castelo Branco. Para conseguir uma carne de excelência, a criação destes porcos tem algumas características bem diferentes de uma produção regular. Exige tempo, espaço e cuidados extremos. Os animais reprodutores têm inclusivamente nomes! Lucas e Gerrie têm muito cuidado com a alimentação destes animais, muito cuidada e regrada, passando inclusivamente pela preparação de uma ração própria sem milho, nem soja. Não “obedecem” ao crescimento rápido e têm um tempo de vida que varia entre os 20 e os 24 meses.»

Mas claro que, este mesmo evento, vai contar também com a presença de Melanie Stephanie e de Bernardo Monteiro, tendo o prazer de anunciar que:

«Melanie Stephanie e Bernardo Monteiro são dois chefs com uma experiência internacional considerável que ocupam a cozinha do El Bulo Social Club neste evento inédito.
O menu, composto por diversas entradas, 2 pratos principais e sobremesa, terá um valor de 35€ por pessoa (sem bebidas).»

Para terminar, o próprio Chef Chakall acrescenta ainda que: 

«já conhecia este porco mas tive a oportunidade de o conhecer mais em detalhe e apreciar as suas qualidades e características incríveis. Tenho a certeza que será um jantar memorável. Estão desde já convidados a reservar um lugar!»

SOBRE O O EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:

«Inaugurado em fevereiro de 2016, o El Bulo Social Club é mais que apenas um restaurante. É um espaço despretensioso, simples, confortável e para todos. Com comida não gourmet, descomplicada e boa. É um espaço onde se pode ver futebol, comer petiscos ou assistir a concertos de música ao vivo. O chef Chakall é o responsável pelo projeto e pela carta. Renovado no verão de 2018, aumentou a sua capacidade para 400 lugares sentados, tem vários espaços distintos e é o local ideal para eventos corporativos, team buildings, além de funcionar como bar e restaurante.»
 
(Para mais informações: www.chakall.com) 
EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:
Praça David Leandro da Silva nº9 A 1950-064 Marvila I Lisboa
 
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
Terça a Quinta: 19h00 às 0h00 I Sextas: 19h00 às 2h00 I Sábados: 12h00 às 2h00 I Domingos: 12h00 às 17h00
Encerra aos domingos ao jantar e segundas
 
RESERVAS:
+351 917 892 265
elbulo@elbulo.pt
(fonte: Maria Comunica)

sábado, 15 de dezembro de 2018

Chef Chakall convida...

Para começar, tal como já tentei demonstrar, há algum tempo, no meu blog:

«É sobejamente conhecido, o gosto de Chakall pela música, pelas viagens e pela gastronomia, além da “aptidão” natural para misturar culturas e sabores dento do mesmo espaço, o El Bulo Social Club, em Marvila.»

E portanto, na continuação do texto Restaurante El Bulo Social Club – Chef Chakall, entre hoje e os próximos dias, faço questão de partilhar convosco, ótimas sugestões para programas de convívio entre amigos ou familiares nesta época natalícia, numa zona cada vez mais cool da cidade de Lisboa:

«Chakall, outrora jornalista e crítico musical no seu pais de origem, a Argentina, continua a ser um ávido apreciador de diferentes musicalidades, não sendo de todo estranho que o El Bulo Social Club seja um espaço por onde passam cantores, intérpretes e bandas vindas um pouco de todo o mundo. Além do artista residente Pedro André Bahia, brasileiro radicado em Portugal e dono de uma voz incrível que tem feito as delícias de todos os que passam pelo El Bulo Social Club e que promete trazer novidades em 2019, Chakall procura sempre abraçar novos projetos musicais e “oferecer” o mundo através da música.»

Por outras palavras, venho por este meio convidar-vos então, para assistirem, no próprio El Bulo Social Club by Chakall, que agora tem 2 pisos e capacidade até 400 lugares, incluindo espaços distintos para eventos diversos, depois de ter sofrido obras de remodelação após 2 anos de atividade, das quais eu prometo falar-vos melhor, noutro dia, no meu blog

«Nas próximas semanas, no Schweppes Live Stage do El Bulo Social Club, Chakall recebe Ben Salter, vindo da Austrália, que apresentará em palco, no dia 15, a partir das 20h30, um concerto que integra a sua 2018 International Madness Tour. No dia 18, à mesma hora, chega-nos Jerry Springle, artista e performer ucraniana, que nos traz as doces sonoridades do Ukulele e da Kalimba. Já em 2019, e para iniciar o ano ao som de boa música, um regresso: Sergey Onischenko volta a Marvila com o seu projeto Make Like a Tree, no dia 3 de janeiro de 2019, às 20h30.»

BEN SALTER
 «Compositor e intérprete australiano, que nos últimos 20 anos tem percorrido o mundo, tanto a solo, como membro de outros projetos, como é o caso do coletivo folk rock The Gin Club, The Wilson Pickers ou Giants of Science.
A música de Ben Salter possui uma perspectiva única e um estilo inimitável, na linha de compositores como John Cale, Robert Wyatt ou David Byrne.
O músico australiano está de regresso à Europa com a 2018 International Madness Tour e chega ao palco do El Bulo Social Club no próximo dia 15 de dezembro às 20h30.»  
 
JERRY SPRINGLE
«Jerry Springle, artista e performer ucraniana traz a palco o ukelele, instrumento proveniente do Havai, e a kalimba, um instrumento africano.
Dona de uma voz doce e peculiar apresenta composições próprias e acrescenta ao seu repertório arranjos únicos de artistas aos quais presta tributo. Finalista do The Voice Ucrânia em 2017, cria uma atmosfera suave que transporta quem a ouve numa viagem espantosa através da música.
Há 4 anos em tournée pelo mundo, já apresentou centenas de espectáculos que passaram tanto pelos palcos de grandes festivais como por concertos mais intimistas. 
A música de Jerry Springle não conhece fronteiras e em dezembro passa por Portugal e Espanha, num total de 25 concertos. Atua no El Bulo Social Club no dia 18, a partir das 20h30.»
 
SERGEY ONISCHENKO
«Depois de ter passado pelo palco do El Bulo Social Club em Abril deste ano, Sergey Onischenko regressa a Marvila com o seu projeto Make Like a Tree, no próximo dia 3 de janeiro de 2019, a partir das 20h30.
Make Like a Tree é um projeto do artista ucraniano Sergey Onischenko que traduz as suas experiências de viagens através da música, fotografia e vídeo. Sergey intitula-se um “vagabundo da Ucrânia” que viaja pelo mundo à boleia e partilha a sua música indie-folk com um toque inconformista, as suas fotografias minimalistas das paisagens que regista durante as suas viagens e um filme com imagens das viagens realizadas no Japão, Papua Nova Guiné, Nova Zelândia e Austrália. Cada concerto traz novos elementos à sua banda “nómada” e as suas canções são criadas e gravadas em locais diferentes do Mundo.»
fotografia: http://onisch.com/

SOBRE O O EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:
 
«Inaugurado em fevereiro de 2016, o El Bulo Social Club é mais que apenas um restaurante. É um espaço despretensioso, simples, confortável e para todos. Com comida não gourmet, descomplicada e boa. É um espaço onde se pode ver futebol, comer petiscos ou assistir a concertos de música ao vivo. O chef Chakall é o responsável pelo projeto e pela carta. Renovado no verão de 2018, aumentou a sua capacidade para 400 lugares sentados, tem vários espaços distintos e é o local ideal para eventos corporativos, team buildings, além de funcionar como bar e restaurante.»
 
(Para mais informações: www.chakall.com)
EL BULO SOCIAL CLUB BY CHAKALL:
Praça David Leandro da Silva nº9 A I 1950-064 Marvila I Lisboa
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
Terça a Quinta: 19h00 às 0h00 I Sextas: 19h00 às 2h00 I Sábados: 12h00 às 2h00 I Domingos: 12h00 às 17h00
Encerra aos domingos ao jantar e segundas
RESERVAS:
+351 917 892 265
elbulo@elbulo.pt
(fonte: Maria Comunica)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

PURO, o conceito ideal para ser rápido, barato e saudável!

O restaurante PURO foi um projeto que abriu em Lisboa com a assinatura do conhecido Chef António Amorim, no passado dia 17 de outubro, mas que durou cerca de dois anos e meio até ser concretizado, tendo em conta as necessidades do mercado mais atual no que toca ao mais saudável e mais amigo do ambiente!
E assim temos um espaço apto a colocar à disposição de quem entra, de segunda a sábado, entre as 7h e as 20h, diversos tipos de opções, no que toca a pequenos-almoços, almoços ou lanches, para além de um simples sumo ou creme do dia, mas sempre baseados nos produtos mais frescos existentes no mercado, bem como à utilização mínima de açúcar do tipo refinado, produtos com glúten e ainda demasiado calóricos!

«Nós abrimos a 17 de outubro, é recente, mas durou 2 anos e meio a concretizar este projeto (…) fomo-nos então adaptando agora à atualidade, porque, há 2 ou 3 anos atrás, a realidade ao nível do saudável era uma e atualmente é outra (…) tivémos de aprofundar mais hoje em dia as necessidades do mercado e é isso que nós estamos a implementar aqui» (Chef António Amorim)

«Temos um vasto leque de opções de cafetaria e doces: entre bolachas, cookies, biscoitos, bolos de fatia; vamos diversificando diariamente. Temos 2 ou 3 produtos como base, temos o bestseller, uma procura intensiva pelo produto, e vamos criando coisas novas diariamente, também conforme nos aparece ao nível de produto fresco no mercado, caso consigamos transformar isso num mais doce de referência.
 
Depois temos um menu de sumos e smothies, com a escolha do cliente, mas com decomposições distintas, e que vamos experimentando sempre um deles (…) e que não levam açúcar (…) temos sempre o sumo do dia, um creme sem batata também diferente todos os dias» (Chef António Amorim) 
 «Depois temos uma área de “grab and go”, para quem está com mais pressa: está pronto e vamos pondo durante o dia, conforme as horas de maior procura, 3 variedades de sanduiches, 4 variedades de saladas, uma salada de fruta e outra de fruta tropical. Fruta fresca e iogurte, pode-se conjugar isso com um pequeno almoço, para um lanche ou um brunch, depende da opção de cada um, mas entre as compotas, as composições são apenas de 10% de açúcar, não sendo açúcar refinado, granolas, tudo isso é feito cá.
Temos a área de showcooking, que é mais à hora de almoço, em que podem escolher uma massa, uma quinoa ou um grão, um molho dentro do saudável, sempre a abóbora assada com tomilho, azeite extra-virgem com ervas frescas, ou cogumelos com soja, não há adição de natas, e outras coisas demasiado calóricas, depois escolhem 3 ingredientes que vai variando conforme também a oferta maior o mercado» (Chef António Amorim) 
Acrescente-se ainda que existe a possibilidade de se adquirirem bolos inteiros para efeitos de revenda, pois é algo que ainda não está muito disponível no mercado, mas que tem vindo a crescer.
 
E no que diz respeito ao pão que está à venda nas prateleiras, todo ele é cozido em forno de lenha, ou então surgido através da intitulada massa-mãe, de forma a evitar, lá está, a farinha de trigo! 
Por último, no projeto PURO existe igualmente uma vertente social e ecológica, relacionando-se sobretudo com a parte do papel e do tipo de embalagens que é utilizado, como o vidro ou o papel reciclado.
Já agora, no caso do cliente em questão não ter muito tempo para tomar a sua refeição no local, que engloba uma zona interior e uma zona exterior, com acesso a uma pequena esplanada, pode usufruir do serviço “take away“, apesar de lhe ser cobrada uma certa taxa no caso da aquisição das tais embalagens de vidro, obviamente devolvida aquando da sua devolução em loja. 
«Creio que numa fase mais à frente (…) vamos abrir à noite, num registo diferente no serviço ao cliente e num tipo de produtos e ofertas mais amplas (…) também há a previsão para o brunch, ao sábado: são coisas que vão aparecer gradualmente, para perceber também qual é que é o público. 
 
Agora, temos tido opiniões diversas, muita procura para estarmos noutros cantos da cidade, mas isso nós não conseguimos fazer atualmente (…) numa fase num outro registo, a nível empresarial (…) agora é focarmo-nos neste, solidificarmos a marca, não desvirtuar o conceito, e sermos cada vez mais eficientes» (Chef António Amorim) 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

It´s my 40th Birthay: Oreo Drip Cake!

Nem acredito que hoje faço… 40 anos!! Uffa, como a vida passa a correr: passam-se dias, passam-se semanas, passam-se meses, passam-se anos, até que, de repente, acordamos e pensamos… “mas que loucura é esta, já vivi quatro décadas, ou melhor, já vivi quase meio século?!”

Mas, digamos que, estou pronta para o que der e vier daqui para a frente, pois, ao olhar-me ao espelho hoje logo de manhã, deparei-me com alguém capaz de continuar a torcer pelos seus próprios sonhos e sempre de mãos dadas com quem lhe quer bem e por quem sente amor de verdade!

Eu acredito que esta vida é uma curta-metragem, um bilhete de ida para uma outra vida ainda melhor e mais demorada num tempo sem tempo, logo sem volta; portanto, não há que desanimar, que venham muitas mais décadas, pois estou predisposta a viver tudo quanto foi “reservado” para mim!

E é desta forma que vos presenteio com um bolo, o meu bolo de aniversário dos 40 anos, mas o meu primeiro… Oreo Drip Cake, parabéns a vocês também!

E um muito obrigada a todos os meus leitores, por continuarem a abraçar este meu projeto Cozinha Com Rosto, pois é algo em que eu consigo também realizar-me como “pessoa”, tendo-o começado a realizar durante a minha… 30.ª década! 

RECEITA NA CATEGORIA DE SOBREMESA: Oreo Drip Cake

Ingredientes:

Massa:

  • 400 gr de manteiga
  • 400 gr de açúcar
  • 8 ovos
  • 325 gr de farinha
  • 75 gr de cacau em pó
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 4 colheres de sopa de leite 

Recheio e cobertura (Oreo buttercream):

  • 300 gr de manteiga à temperatura ambiente
  • 650 gr de açúcar em pó
  • 1 embalagem de Oreos
  • 4 colheres de sopa de leite

Decoração:

  • 200 gr de chocolate
  • 2 colheres de sopa de óleo
  • Oreos inteiros e esmagados q. b.

Confeção:

Massa:

  1. Aquecer o forno a 180 ºC e forrar três formas de bolo de 20 cm com papel manteiga no fundo.
  2. Numa batedeira, bater a manteiga e o açúcar até ficar leve e fofo, para depois adicionar, aos poucos, a farinha, o cacau em pó, os ovos batidos e o fermento em pó, batendo novamente a seguir; mais tarde, verter o leite e misturar tudo muito bem.
  3. Distribuir a mistura pelas três formas reservadas, para depois as levar ao forno cerca de 30 minutos, devendo esperar alguns minutos antes de mais tarde os retirar das ditas formas, de forma a deixá-los arrefecer numa grade virados para baixo

Recheio, cobertura e decoração:

  1. Numa batedeira, deixar bater a manteiga muito bem, durante vários minutos, porque só depois é que se deve adicionar o açúcar fino, aos poucos, continuando sempre a bater, até que esteja tudo muito bem misturado, com uma textura esponjosa e uma tonalidade esbranquiçada.
  2. Picar o pacote de Oreo até uma migalha fina, para em seguida acrescentar ao preparado anterior, deixando bater tudo mais uma vez até ficar um creme homogéneo antes de verter o leite, de forma a criar uma certa consistência.
  3. Colocar o primeiro bolo no prato de servir, e ainda virado para baixo, para depois espalhar um pouco do creme de manteiga anterior por cima; adicionar o segundo bolo por cima e, em seguida, cobrir novamente com um pouco do mesmo creme; fazer o mesmo com o terceiro bolo.
  4. Continuar a espalhar uma camada fina do creme de manteiga anterior em redor de todo o bolo agora composto pelas três camadas, para depois o levar ao frigorífico cerca de 10 minutos antes de colocar uma segunda camada.  
    5) Derreter o chocolate e adicione o óleo, batendo tudo muito bem até obter uma consistência drippy; quando arrefecer, com algum tipo de utensílio, verter delicadamente umas pequenas “gotículas” em volta da borda de todo o bolo, de forma a fazer o efeito nas fotografias ao longo deste texto.
  5. Preencher o topo do bolo com o resto do chocolate e levar ao frigorífico cerca de 10 minutos antes de fazer, a gosto, algumas pequenas rosetas ainda com o que sobrou do creme de manteiga no topo do bolo, para além de adicionar Oreos inteiro e ainda polvilhar tudo com alguns Oreos esmagados, conforme podem verificar nas imagens.