sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Leite creme de Ervilhas Primavera (blogue DaHorta Para a Cozinha)

O Blogue Da Horta Para a Cozinha

Comecei a cozinhar tarde, só quando me casei aos 27 anos.

Até aí, limitava-me a ver a minha mãe na cozinha e antes a minha avó, cada uma à sua maneira e cada uma no seu tempo, mas ambas excelentes cozinheiras.

Publicitária de profissão, Diretora de Media, profissão exigente como poucas, nem sempre com tempo nem disposição para estar na cozinha.

Mas o gosto ia nascendo e com uma filha pequena comecei a ter a preocupação de lhe dar a mesma alimentação que eu tinha tido em casa dos meus pais, caseira, saudável, feita com muito carinho.

E ao fim de semana lá ia experimentando, alterando receitas da mãe e das que lia, e tentando adivinhar o que comia em restaurantes e fazer experiências.

Compradora compulsiva de revistas e livros de culinária, o gosto instalou-se.

Viajei muito na minha vida profissional e pessoal. E sempre que o fazia tentava provar a comida local. Ir aos mercados e praças era obrigatório. As viagens deram-me a descoberta de novos ingredientes, aromas e formas de confecionar os alimentos, e acima de tudo, não ter medo de experimentar e arriscar.

Não sou chefe, nem cozinheira profissional, sou apenas uma reformada, que adora cozinhar, partilhar a comida que faz, receber a família e amigos.

As receitas que vai ver no blog são as que faço no meu dia a dia, em dias de festa, ou naqueles dias que nos apetece um prato diferente. Receitas minhas, da minha mãe, de amigos e outras vistas e relidas, em livros, revistas e blogs de culinária e agora em programas de televisão ou na Internet.

Mas todas são experimentadas e testadas, por mim, e nalguns casos com pequenas alterações a ajustar aos gostos cá de casa.

Não gosto de limpar loiça, mas sou muito organizada na minha cozinha, principalmente quando estou a cozinhar.

Não gosto de língua de vaca, não aprecio iscas e rins e tudo o que seja cozinhado com sangue, como por exemplo arroz de cabidela. De resto, acho que gosto de tudo, e claro, gosto de comer o que faço, mas também gosto de experimentar o que os amigos fazem, e muito de conhecer restaurantes novos, cozinhas internacionais e com novas abordagens.

Agora a viver no campo, resolvi com o meu marido encetar a tarefa de criar uma horta e de plantar um pomar com 50 árvores tudo biológico e tudo feito com muito prazer e carinho. Daí o nome do blog “dahortaparaacozinha”.

Por último, mas não menos importante, as fotografias, essas são da autoria do marido, que agora, também reformado, pode dedicar-se ao hobby que sempre teve, a fotografia.

Este blog que vos trago agora, só é possível pelo carinho da família e amigos mais próximos que me incentivaram a fazê-lo. Depois de um ano com a minha página no Facebook e no Instagram com as minhas receitas, chegou agora a vez do blog.

RECEITA NA CATEGORIA DE SOBREMESA: Leite creme de Ervilhas Primavera

Ingredientes:

  • 250 ml de natas
  • 750 ml de leite
  • 125 gr de açúcar branco
  • 6 gemas
  • 1 c. de sopa de Maizena
  • 1 chávena de ervilhas congeladas primavera
  • 4 folhas de hortelã
  • 4 vagens de cardamomo
  • Canela para polvilhar, ou açúcar mascavado para queimar

 

Confeção:

  1. Num tacho coloque as natas, o leite, a hortelã e o cardamomo e deixe ferver. Apague o lume e deixe repousar 5 minutos. Retire as vagens e as folhas. Adicione as ervilhas e deixe-as cozer durante 10 minutos. Triture bem num processador ou numa Bimby. Passe por um passador para coar bem.
  2. Numa taça junte as gemas, o açúcar e a farinha e bata bem. Junte este creme ao leite, mexa e leve ao lume novamente até deixar engrossar e cozer as gemas.
  3. Retire do lume, coloque o leite creme em taças e leve ao frio pelo menos 2 a 3 horas.
  4. Sirva frio, queimado com um queimador, ou polvilhado com canela.
  5. Bom Apetite.

Dica: As ervilhas primavera são as mais doces e por isso as melhores para esta receita.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Viva ao Carnaval com... Duo de Chocolate e Banana!

CARNAVAL 2021 EM MODO DE CONFINAMENTO

entrudo

Como todos nós sabemos, o Novo Estado de Emergência já entrou em vigor e vai até dia 1 de março e, nos municípios onde mais se celebra o Carnaval, os corsos não desfilam este ano, mas muitas autarquias dão tolerância de ponto, para que os foliões festejem em casa, mantendo-se, assim, algumas das nossas tradições pelo menos através da internet, sabia?

Então fique a par de tudo, tendo em conta a notícia que pode ser lida de modo integral aqui:

  • Na aldeia de Pitões das Júnias, em Montalegre (Vila Real), os caretos e os farrapões, em vez de percorrerem as ruas, vão desfilar “online”: a população foi convidada a mascarar-se, a tirar uma fotografia e a concorrer até terça-feira ao concurso “Caretos e Farrapões à moda de Pitões”; tal como manda a tradição, tanto caretos como farrapões têm de usar renda para tapar a cara e não podem ser reconhecidos pelas fotografias, que estarão expostas no site e Facebook da junta de freguesia, que dará prémios às três mais votadas.
  • Em Macedo de Cavaleiros (Bragança), os Caretos de Podence celebram o Entrudo Chocalheiro em casa, à varanda; na terça-feira, a partir das 17:30, será transmitida ‘online’ a cerimónia “Sentir Portugal” (sem público no local), e o dia termina com a queima do Entrudo, que este ano “queima” de forma simbólica o coronavírus, o causador da pandemia da covid-19.
  • Em Amares (Braga), a organização do Carnaval desafiou a população a “reinventar” as festividades, decorando as janelas e varandas com máscaras ou outros motivos associados ao Entrudo.
  • Em Viseu, na pequena aldeia de Lazarim (Lamego), os caretos (máscaras tradicionais esculpidas em madeira) não podem andar à solta pelas ruas, mas estarão expostas à porta de cada um dos moradores.
  • Em Cabanas de Viriato (Carregal do Sal), onde a organização pede que os habitantes se fantasiem e façam a tradicional “dança dos cus” em família, filmando para que os vizinhos possam interagir através das redes sociais.
  • Em Canas de Senhorim, Nelas (Viseu), também é pelas redes sociais que desfilam os vídeos e as fotografias de desfiles de anos anteriores, mas os dois bairros rivais, Paço e Rossio, vão substituir o despique de desfiles carnavalescos por uma desforra de fogo de artifício em vários pontos da localidade.
  • Em Torres Vedras, por exemplo, várias associações criaram o movimento “Carnaval em Casa”, transpondo para as plataformas digitais (www.carnavalemcasa.pt) várias iniciativas, e, para assinalar a ausência de “matrafonas” pelas ruas, o município inaugurou, na sexta-feira, o monumento “A Máscara”, de homenagem a todos os profissionais que trabalham na linha da frente na prevenção e combate à pandemia, que ficará exposto durante um mês no centro da cidade.
  • Na Guarda, o Carnaval também é assinalado com iniciativas ‘online’ e o tradicional Julgamento do Galo, “com as devidas adaptações, poderá ser integrado num eventual programa de verão”, segundo a Câmara local.
  • A Câmara de Proença-a-Nova (Castelo Branco) apela à criatividade dos participantes através da decoração de máscaras cirúrgicas descartáveis, cujas fotografias são publicadas nas redes sociais do município; as três mais votadas receberão vales para utilizar nos restaurantes do concelho.
  • Além das atividades virtuais, Loures celebra este ano o Carnaval “à janela”, uma iniciativa que já decorreu no domingo e deve repetir-se na terça-feira; a Câmara de Loures pediu aos cerca de 2.500 figurantes do Carnaval do ano passado e às pessoas em geral que se mascarem, enfeitem as varandas e venham à janela participar na festa.
  • Em Sesimbra, um dos municípios onde o Carnaval tem muita tradição, a festividade será apenas assinalada com iniciativas `online´ e de `streaming´ das escolas e grupos de samba.
  • Loulé celebra este ano o Carnaval sem carros alegóricos nem bandas a desfilar, mas “um autocarro com um animador” circulará pelas principais ruas, que estarão decoradas.

E você? Já pensou como é que irá festejar o Carnaval durante o dia de amanhã, fazendo até parte daqueles municípios em que deram tolerância de ponto? Ou se calhar até não, mas a pequenada aí em casa não cansa de lhe pedir para fazerem algo em conjunto?

Então por que não irem todos para a cozinha ao som de Playlists temáticas com músicas de Carnaval, com recurso ao intitulado Spotify? Vamos a isso?

RECEITA NA CATEGORIA DE DOCES E SOBREMESAS: Duo de Chocolate e Banana

entrudo

PARTE 1:

entrudo

Ingredientes:

  • 2 ovos
  • 180 g de açúcar
  • 2 bananas
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 240 g de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • sal q. b.

Confeção:

  1. Ligar o forno a 180ºC.
  2. Preparar um tabuleiro retangular para ir ao forno, devidamente forrado com papel vegetal e reservar.
  3. Numa batedeira elétrica, ir juntando, aos poucos, os ingredientes acima indicados.
  4. Dividir o preparado anterior em duas taças, de forma a adicionar ainda, numa delas, 2 colheres de sopa de leite e 40 g de cacau em pó, mexendo tudo muito bem.
  5. Preparar 2 sacos de pasteleiro, vertendo para cada um deles os 2 preparados anteriores em separado.
  6. Colocar ambos os conteúdos no tabuleiro reservado de forma alternada e em diagonal, de acordo também com o que se pode ver aqui.
  7. Levar o tabuleiro ao forno cerca de 40 minutos.

PARTE 2:

entrudo

Ingredientes:

  • 5 folhas de gelatina
  • 200 g de natas
  • 200 g de iogurte skyr
  • 100 g de chocolate ralado e mais algum para polvilhar no momento de servir

Confeção:

  1. Hidratar 5 folhas de gelatina num pouco de água.
  2. Bater as natas e juntar o iogurte skyr.
  3. Incorporar muito bem as folhas de gelatina diluídas num pouco de água morna e reservar.
  4. Depois de retirar o bolo do forno, deixar arrefecer e cortá-lo em 3 retângulos iguais.
  5. Colocar uma das partes do bolo numa forma de bolo inglês devidamente forrada com película antiaderente.
  6. Cobrir com 1/3 do preparado das natas reservado e espalhar por cima com 1/3 do chocolate ralado.
  7. Colocar mais 1/3 do bolo, seguido de outro 1/3 do preparado das natas, bem como mais 1/3 do chocolate ralado.
  8. Repetir o processo mais uma vez, de forma a levar ao frigorífico pelo menos durante 3h, devidamente forrado com película antiaderente.
  9. No momento de servir, retirar a sobremesa com cuidado da forma de bolo inglês, polvilhando mais uma vez a gosto com mais algum chocolate ralado.